Notícia

Aconteceu no dia 14/04 (sexta feira santa) o Solene Ato de Descendimento da Cruz

COMTUR e CMPC 18/04/2017

            Uma mensagem pode ser passada e reforçada de diversas maneiras.

            Quanto ao Solene Ato do Descendimento da Cruz, esse ano nosso novo Pároco Pe. Reginaldo Sebastião de Oliveira utilizou a escuridão para levar os fiéis e turistas presentes a fazerem um recolhimento para dentro de si, refletindo sobre o sofrimento e sacrifício de Jesus Cristo.

            Refletindo sobre a maior mazela (divisão política) de nosso município, enquanto apenas a imagem de Cristo Crucificado era visualizada pelos presentes, não se viu nem mesmo a face do Padre ou de quem estava sentado ao seu lado, e, enquanto os olhos não passavam mensagem alguma ao consciente, ficou apenas o inconsciente e, em silencio pensar: como é possível corresponder a tão grande amor?! Como corresponder ainda mais?! 

            Também foi refletido sobre o madeiro da cruz onde a haste horizontal simboliza a terra e a matéria, refere-se a noção ou visão que o homem tem de si e do mundo. E essa haste é dividida em dois lados, lado esquerdo e lado direito.  A divisão faz parte da humanidade, cabe a cada um achar o equilíbrio. Assim, a horizontal (a terra) é o plano de base do templo, que o homem percorre em sucessivas etapas até atingir o centro, no qual se encontra o ponto de conexão com o eixo vertical, que o comunica diretamente com a chave do céu, que representa o centro do Ser total.

            Mas a Cruz de Cristo também nos convida a deixar-nos contagiar por este amor; ensina-nos, pois, a olhar sempre para o outro com misericórdia e amor, sobretudo quem sofre, quem tem necessidade de ajuda, quem espera uma palavra, um gesto; ensina-nos a sair de nós mesmos para ir ao encontro destas pessoas e lhes estender a mão.

            Terminado o sermão colocaram a imagem no esquife e em procissão todos os presentes saíram com destino a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição.

Apoio: COMTUR (Conselho Municipal de Turismo) e CMPC – Conselho Deliberativo Municipal do Patrimônio Cultural.