Notícia

VII ENCONTRO DE FOLIA DE REIS

Secretaria Educação e Cultura 22/08/2017

 

A edição do VII ENCONTRO DE FOLIA DE REIS foi marcada pelas homenagens póstumas ao fundador da Folia de Reis Nossa Senhora da Conceição, Sr. Beline de Souza Domingues, assim como aos mestres foliões: Sr. João Paulino dos Santos e o Sr. Sebastião Candido Rocha. Foi uma homenagem singela e com profundo sentimento de saudades e com a certeza de continuidade da tradição cultural que a folia representa. O tributo foi marcado ou melhor cantado pelo atual mestre Paulo Fernandes dos Santos (filho do Sr. João Paulino dos Santo).

Não esquecendo que esse ano, mais precisamente no dia (06/01/2017) a folia de reis recebeu o título de Patrimônio Cultural Imaterial de Minas Gerais, concedido pelo Conselho Estadual do Patrimônio Cultural (CONEP). Com o reconhecimento do CONEP, a tradicional festa mineira se junta a outros três bens já registrados pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (IEPHA-MG).

O título de patrimônio cultural imaterial poderá facilitar ainda o apoio do estado para que os grupos de folia de reis comprem instrumentos musicais e confeccionem as roupas. O IEPHA-MG também pretende criar espaços de formação para fomentar a integração das novas gerações, por exemplo, através de oficinas de canto e de instrumentos musicais.

Grupos tradicionais da região, mais precisamente oito, das cidades de Carvalhópolis, Lambari, Olímpio Noronha e São José do Alegre se apresentaram. Com a presença de vários jovens, mas quem deu o show e marcou presença foram as crianças do município de Piranguinho que acompanham a folia de São José do Alegre, a renovação proporcionada com a participação das crianças contribui para a perpetuação da cultura. Ver as crianças vestidas e brincando com seus trajes e adereços foi um espetáculo a parte. É a cultura fazendo parte da essência daquelas crianças e foi muito bonito.    

O prefeito municipal José Airton Pereira e o vice, Benedito Pereira da Silva, presentes ao evento no poliesportivo, carregaram o estandarte de algumas companhias. Nosso Prefeito Municipal enalteceu o evento e agradeceu a todos os participantes e aos presentes, assim como os promotores e organizadores do evento.

Nosso novo administrador paroquial, Padre Reginaldo Sebastião de Oliveira cogita a possibilidade de transformar o encontro numa festa religiosa no ano de 2018, o que estruturaria e dará novos ares ao evento.

Além das folias de Minas, outros três bens culturais já foram reconhecidos como patrimônio imaterial do estado. Em 2004, foi o modo artesanal de fazer o queijo da região do Serro. Em seguida, em 2013, foi a festa de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, de Chapada do Norte, que ganhou o reconhecimento. Por último, a Comunidade dos Arturos recebeu o título em 2014.